Subscribe:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

[COLUNA] Os Cullen: A vergonha dos vampiros

Olá gente!
Fazia tempo que eu não "conversava" com vocês né? lol
Pois é, venho então para apresentar o nosso novo colunista! Tauã Veiga.
Peço que tenham paciência com ele... por vezes ele vai irritar vocês com o sarcasmo dele (eu acho comico, mas há quem não goste).
Enfim, colunas mais engraçadas e irônicas, geralmente trollando Twilight. Espero que gostem!
* Como é primeira vez... comentários meus em vermelho entre parênteses.

Os Cullen: A vergonha dos vampiros


Olá! Vou começar me apresentando. Meu nome é Tauã Veiga, tenho 18 anos, fã de HP desde os 9 anos, Sonserino e Anti-Twilight. Isso é a única coisa que vocês precisam saber sobre mim. Hoje pela manhã, meu grande amigo Gustavo perguntou se eu não gostaria de escrever uma coluna para o OG, e me sentindo muito lisonjeado, aceitei o pedido. Mas ainda me faltava a idéia, então algo brilhante como uma fada veio a minha cabeça. Sim, ele, o ídolo teen (das meninas): Edward Cullen (e sua família).

Já é de nosso conhecimento que Ed purpurina é um vampiro fora do normal. Eu diria que ele poderia ser qualquer ser, menos um vampiro, já que ele é totalmente o oposto do que seria um verdadeiro vampiro (ou vampiro clássico se preferirem). Vamos analisar um exemplo clássico de vampiro, o conde Drácula, interpretado pela primeira vez no cinema por Bela Lugosi. O Drácula de Lugosi evitava exposição solar (na verdade era a única alternativa), não podia sequer chegar perto de alho ou água benta e o único jeito de matá-lo era cravando-lhe uma estaca de madeira no peito. Esse estilo foi usado por muitos anos e muitos anos, inclusive quando Gary Oldman (nosso querido Sirius) encarnou o dentuço da Romênia. Existiram diversos Dráculas, como o eterno Christopher Lee (famoso por ter interpretado o 1º Superman do cinema), entre diversos outros atores, mas não estou aqui para falar de Drácula e sim do estrago que a Dona Tefa Meyer tentou fazer (E conseguiu amigos!). A louca simplesmente tentou destruir a obra de Stocker, criando os Cullen, "vampiros" que são uma mistura de X-Men com clássicos Walt Disney. Ai vem a desculpa das fãs: "Ela tentou modernizar o clássico" “É uma raça diferente”. Na boa, só não vou falar palavrão porque o Gustavo me proibiu (é, não é necessário Tauã). Underworld é um filme sobre vampiros, moderno, totalmente século XXI, e o autor não precisou acabar com um mito pro filme ficar bom. Outro exemplo? Blade, o caça vampiros, que era originalmente dos quadrinhos Marvel, e foi adaptado para o cinema, tendo Blade como um vampiro que caça outros vampiros. Algum mito foi destruído ? Pelo menos nos TRÊS filmes da série não. Agora a dona Meyer tentou fazer diferente (assim como L. J. Smith de 'The Vampire Diaries", mas a obra dela ficou menos escrota), criando assim uma raça meio que diferente. Aí vai a listinha:

Carlisle Cullen: Carlisle era filho de pastores matadores de lobisomens, vampiros e bruxas, foi infectado, atravessou o canal da mancha a nado (perdeu Seu Madruga!), aprendeu a se alimentar de sangue animal, estudou na Itália, virou médico, casou-se com Esme, conheceu 4 agregados (a quem chama de filhos), fim. (Ok, em minha opinião ele é o mais próximo de um vampiro em toda a "obra" da Meyer)

A crítica: Pô! Quem é o vampiro em sã consciência que vai fazer dessa história realidade? Só a Meyer mesmo. Vampiros tomam sangue humano, seu conhecimento vem com a idade, e não com estudo. Vampiros tem suas companheiras e família, mas todos devem se lembrar do básico sempre: VAMPIROS E HUMANOS NÃO FORAM FEITOS PARA SER AMIGOS!

Esme Cullen: Foi dar uma de alpinista de árvore, quebrou a perna, conheceu o Dr. Cullen, casou-se com um soldadinho, engravidou, o marido foi lutar na 1ª guerra, a criança morreu, ela tentou se matar, o médico trouxe ela pro lado de cá, ou de lá, ou de cá, sei lá, fiquei confuso, o que interessa que ela virou uma "vampira" e é tida como a matriarca dos Cullen.

A crítica: Não tem poderes especiais, a única coisa que importa é o amor *-*
Ah, sai fora, vampiro não tem piedade, e ponto.



Alice Cullen: Era louca, foi parar no sanatório, um vampiro velho e louco a transformou, ela fugiu, conheceu Jasper, encontraram os Cullen e morreram felizes para sempre.

A crítica: Uma mistura de Professor X com Raven Baxter, Alice pode ver o futuro, mas beber um sanguezinho humano que é bom não eras. Boa Meyer, nota 10 pra ti.





Jasper Cullen: Era um soldado confederado, que virou vampiro por causa de uma tal de Maria. De vez em quando ele tem uns ataquezinhos e ele até sente vontade de um sanguezinho humano, mas como um bom cãozinho de Meyer, fica só na vontade mesmo.

A crítica: Ah, deixa pra lá





Rosalie Hale: Patricinha mimada, que foi estuprada por seu noivo e seus amigos. Carlisle sentiu o cherio de sangue e a transformou. É a única dos Cullen que nunca experimentou sangue.

A crítica: É a vampira gostosa, fim.






Emmett Cullen: Foi salvo por Rosie depois de ser atacado por um urso. A partir daí tem uma linda história de amor com a moça.

A crítica: É o vampiro metido a gostosão. Se acha com seu carro sport e com sua loira pálida. a habilidade dele é a força (mais um vampiro mutante tsc tsc). Se casa várias vezes com Rosalie, não me perguntem o motivo.





Agora é o ponto onde eu queria chegar, sim meninas, ele, o grande, nobre e purpurinado...

☆♥...(¸.•´ (¸.•`¸.•*´¨) ¸.•*Açúcar, tempero e tudo que há de bom!¸.•´ (¸.•`¸.•*´¨) ¸.•*¨) ~...♥☆  

Edward Cullen: Depois de ter contraído uma baita gripe espanhola, é encontrado por Carlisle, e assim é transformado em vampiro. No sol ele brilha, as mentes ele lê, aqui menininha virgem, o Edinho pra você (Virou rapper tauã?)

A crítica: Aprendiz de Professor xavier (junto com Alice), Edward é o que todas as meninas querem: Um cara com super-poderes que vai te amar e respeitar até o último dia de suas vida, ou seja, pra toda a eternidade. Mas poucos sabem que Ed faz freelancer de Sininho nas horas vagas. Alho? Capaz, come uma cabeça inteira sem fazer cara feia e nem ficar com bafo. Caixão? Mas que caixão, o cara dorme numa bela cama box ao som dos passarinhos. Deve ter feito e refeito a faculdade umas 156418946 vezes, o cara é inteligente, mas não muda o fato de ser gay e de Bram Stocker se revirar no caixão a cada livro da saga Twilixo comprado.

Enfim, era isso. Espero que tenham gostado e comentem!

Coluna de Tauã Veiga

por Gustavo D.

12 comentários:

  1. Tauã... informação errada.
    Quando humana, a Esme casou com um homem que NÃO era o Carlisle. O Dr. Cullen só a encontrou quando ela já havia tentado se matar e já estava considerada morta pelos médicos, porém o coração ainda batia. Carlisle a transformou porque estava se sentindo só e também porque era o único que poderia impedir que Esme morresse.

    ResponderExcluir
  2. Ah, coé Luana... Falha no engano kkkk'

    ResponderExcluir
  3. Informação errada não, falta de interpretação, pois em momento algum eu disse que Esme se casou com Carlisle no momento em que o conheceu, e sim quando tentou se suicidar após fugir do marido militar e perder seu bebê. Carlisle salvou a vida dela após esses acontecimentos, mas ele já a conhecia. Carlisle a conheceu quando ela tinha 16 anos, após quebrar a perna escalando uma árvore. Ele já era médico nessa época.

    ResponderExcluir
  4. Hahaha, sério, a coluna ficou ÓTIMA.
    Ri demais. =D
    Mas... qual a ligação entre Anne Rice e "True Blood"?

    ResponderExcluir
  5. kkk, muti boa a coluna, quem marcou trasgo das duas uma: ou gosta de crepusculo, ou ficou com inveja por nao ter sido ele o autor.
    parabens

    ResponderExcluir
  6. Erro na edição, Anne Rice é de "The Vampire Diaries". Erro meu, desculpe :)

    ResponderExcluir
  7. Tauã

    L. J. Smith é de The Vampire Diaries e não Anne Rice.

    ResponderExcluir
  8. Também não fui eu que votei em trasgo dessa vez... Pelo jeito tem mais gente que gosta de Twilight seguindo o OG. Hhaushua

    ResponderExcluir
  9. Caramba, dessa vez tenho que me desculpar com a Luana e com o Gustavo, já que Anne Rice é de "Entrevista com o Vampiro", um dos melhores filmes e livro feito sobre vampiro. Gus, troca a Anne por L.J. Smith. Estou envergonhado, desculpe aos leitores do OG, prometo que erros "Trasgos" não irão se repetir posteriormente.

    ResponderExcluir
  10. larissa barbosa favacho24 de junho de 2012 13:13

    eu amo crepúsculo mais confeço que amei isso q vcs escreveram(demais crepúsculo)e vcs tb

    ResponderExcluir
  11. Fã de HP não tem moral para falar mal de Crepúsculo. Se os vampiros de Crepúsculo "denigrem" a imagem dos vampiros tradicionais, o que os bruxos (?) que usam varinha e sentam numa vassoura são? Só rindo mesmo....

    ResponderExcluir